2014

Prêmio de Incentivo a Produção Audiovisual em Alagoas

Na terceira edição, o edital foi lançado em 2013, após atraso na liberação do prêmio, os filmes foram lançados em dezembro de 2014, foram contemplados cinco filmes com o valor de 30 mil reais.

Guerreiros, de Arilene Castro.

Relicários de Zumba, de Vera Lúcia da Silva Oliveira

SINOPSE

Abdicando de assimilar as fantasias de um mundo imaginário, o pintor José Zumba (1920-1996) buscou nos cenários naturais e nos referenciais da cultura negra em Alagoas a inspiração para construir uma obra que hoje se destaca como um precioso registro – quase um relicário – da caminhada dos negros e mestiços alagoanos diante do processo histórico de exclusão a que tem sido submetidos.

Noturna, de Nivaldo Vasconcelos

SINOPSE

“Era uma vez, não muito longe daqui, uma menina que vivia esperando pela noite, a única hora em que seu corpo podia pertencer a algum lugar.”

Dialetos, de Weber Salles Bagetti

SINOPSE

Uma narrativa lírica que se impõe através de um  fluxo de signos e imagens que representam o estado de uma alma inquieta. Memória, pensamento, matéria e espírito, começos e fins, eternos recomeços.

Atirou para Matar, de Nuno Balducci

SINOPSE
Sete pessoas se envolvem de diferentes formas em um crime de pistolagem: Uma funcionária de uma pastelaria, um matador de aluguel, dois policiais, uma garçonete, um moto taxista e um jornalista.

Be the first to comment

Leave a Reply

Seu e-mail não será divulgado


*