Festival de Cinema Universitário de Alagoas (2011)

A primeira edição do Festival de Cinema Universitário de Alagoas foi realizada no período de 23 a 26 de novembro de 2011. Teve como homenageado o escritor e crítico de cinema alagoano Elinaldo Barros.

As projeções aconteceram no Teatro 7 de setembro e na Praça 12 de abril (Orla do Velho Chico). Dentro da programação foi realizado o I Encontro Alagoano de Cinema,  além de debates, mostras paralelas, apresentação de trabalhos acadêmicos, mesas redondas e oficinas.

O 1º Festival de Cinema Universitário de Alagoas homenageia ELINALDO BARROS

Elinaldo é professor, escritor, crítico e amante de cinema. Escreveu o importante Panorama do Cinema Alagoano, livro-fruto de sua vivência nas sete edições do Festival de Cinema de Penedo. O livro foi editado pela primeira vez em 1983 e reeditado, numa versão atualizada e revista, em 2010, numa iniciativa da ABD&C/AL, CESMAC e UFAL. Além de dedicar-se à organização de sessões de arte, apresenta um quadro de cinema, na TV Pajuçara, no qual comenta filmes recém-lançados. Da atuação na imprensa, publicou diversos artigos, c o m destaque para a coleção O século de cinema (2011), em O Jornal. Outras obras do autor: Cine Lux, recordações de um cinema de bairro (1989) e Rogato – a aventura dos sonhos das imagens em Alagoas (1994).


FILMES ALAGOANOS SELECIONADOS PARA A MOSTRA COMPETITIVA

 

A Geografia do Preconceito (RJ, dir.: Daniel Nolasco de Souza)
A Sós (AL, dir.: Alice Jardim)
Água Barrenta (AL, dir.: Tiago Penna)
Breve Passeio (BA, dir.: Rafael Jardim Aoyama)
De Olho Nos Dez (RJ, dir.: Ricardo Vieira Siqueira Carvalho Ferreira)
Do Amor e Outros Crimes (AL, dir.: Anderson Rufino Barbosa)
Eu, Zumbi – Coisas De Bar, ou Passa a Régua e Traz a Conta (ES, dir: Alexander dos Santos)
Inacabado (PE, dir.: Marcio Jorge Alves de Farias)
Irmãs (PA, dir.: Gian Filipe Rodrigues Orsini)
Nublado (PA, dir.: João Paulo Feitoza Clementino Palitot)
O Cão (RS, dir: Renata Beurmann Schuh)
O Trabalho Final (SP, dir.: Felipe Mendonça Moraes)
Ponto G – Amor a Flor da Pele (SP, dir.: Bruno Cavalcanti Martins)
Quando a Casa Cresce e Cria Limo (RS, dir.: Renata Beurmann Schuh)
Sangue, Suor e Magia (AL, dir.: Rafael Alexandre Belo de Albuquerque Pereira)
Viagem à Lua (RJ, dir.: Daniel Pech Bezerra)
Xandrilá (SE, dir.: André Gonçalves Aragão)


COMISSÃO DE SELEÇÃO

Pedro da Rocha (expresidente da ABD&C de Alagoas)

Pedro Onofre (crítico e pesquisador)

Glauber Xavier (cineclubista e pesquisador)

Karla Melanias (fotógrafa)


 

JÚRI

Almir Guilhermino

Marcos César Sampaio de Araújo

Ninho Moraes é jornalista, mestre em Audiovisual pela USP, diretor de TV e cinema e criador de vários programas televisivos.

 


 

PREMIAÇÃO

Menção Honrosa: O trabalho final (SC), de Felipe Mendonça Moraes,

Melhor Curta-Metragem Nacional: O Cão (RS), de Abel Roland e Emiliano Cunha,

Melhor Curta-Metragem Nordestino: Irmãs (PB), de Gian Orsini.

Melhor Curta-metragem Alagoano: Do amor e outros crimes (AL), de Anderson Barbosa.

Be the first to comment

Leave a Reply

Seu e-mail não será divulgado


*